sexta-feira, 17 de maio de 2013

Um sonho sendo realizado!



E assim tudo começou...e agora continua!

Desde que me formei em publicidade e propaganda em 1995 e comecei minha carreira como publicitária algo de tempos em tempos assombrava meus pensamentos: "Que sentido faz tudo isso? Por que preciso despertar um desejo de consumo em alguém?"

Entre um pensamento e outro, meus anos profissionais se passaram.

Foi apenas em 2006 quando fui trabalhar num Instituto privado de uma multinacional brasileira que minha aflição melhorou um pouco, mas ainda assim meus pensamentos não se aquietavam: " Por que cada um precisa se focar apenas no seu próprio umbigo? Tenho certeza que é possível fazer mais, conectar todo mundo, fazer diferente!"

E em 2011 decidi que um período sabático poderia me ajudar a acalmar minha mente e meu coração.

Para mim, um sabático significava mergulhar profundamente em mim mesma. Encarar meus medos, sonhos, sentimentos lá do fundo.

Consegui me retirar da loucura de São Paulo e ir para o interior da Inglaterra, no Schumacher College, onde estive por 8 meses em 2 períodos distintos entre 2011 e 2012. Aquela comunidade sustentável me acolheu e me abraçou. Satish Kumar, alguém tão puro e sábio e fundador da escola, me inspirou profundamente.


quarta-feira, 3 de abril de 2013

Perguntas e caminhos

Uma pergunta simples me consome ultimamente: Quem sou eu?

A princípio, a definição me parecia simples.

Sou publicitaria e mestre reiki. Fui bailarina profissional . Tenho 6 tatuagens e quero muitas mais; amo dançar; amo meus amigos, amo de paixão minha família; amo festa e conversar com pessoas; amo esporte, amo correr; adoro fazer aniversário. Nunca quis ter filhos; já me casei 2 vezes e na segunda encontrei o amor da minha vida.  Já tive o cabelo azul; já fui quase careca; já fui riponga e executiva; fui DJ; professora universitária e de forró. Já morei em Campinas, Londrina, Manaus, Totnes e agora meu lar é São Paulo, assim destrambelhado mesmo, mas é onde escolhi estar. Sou tímida, mas disfarço bem; sou comunicativa; sou fiel , gentil e leal. Não gosto de me expor, de mentiras e nem de acampar. Sou brava e ciumenta, mas sempre me achei uma boa pessoa.   

Mas quando acabei de elencar EU, percebi que algo maior me consumia. Será que somos o que pensamos? Será que nossa vista não esta encoberta pela loucura insana do nosso trabalho, do trânsito, das mil relações diárias com todos os tipos de pessoas?

Quando eu li a frase “ele se sentia como um macaco desorientado pelas peças gigantes de um quebra-cabeça para bebês, muito fáceis de encaixar, mas que se via incapaz de montar”, eu pensei: bingo! é isso! Por que muitas vezes nos sentimos assim, como se a desordem do mundo balançasse o nosso centro, tirando o chão e a nossa capacidade de decidir, de sentir diferente, de pensar racionalmente?

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O sabático acabou. E agora?


Em fevereiro, no meu artigo para esta coluna, ainda estava no Schumacher College/UK, imersa naquela comunidade fantástica, num mundo à parte, na "bolha", como brincamos por lá. Tenho certeza que minha vida, minha visão do mundo e de mim mesma, mudaram para sempre depois disso.
Voltei em abril, após quase seis meses no exterior e um pouco mais de um ano de sabático. O retorno, posso dizer honestamente, não foi fácil. Perguntas e questionamentos pipocavam, brotavam na minha mente. E agora, o que fazer? Como encarar a mesma rotina, o trânsito, as energias densas de São Paulo, uma das maiores cidade do mundo? Afinal, estava acostumada e amando a vida calma e "controlada" da escola, de Totnes, meditação, pássaros cantando na minha janela. Pensei em abrir uma ONG, trabalhar apenas voluntariamente para sempre, viver escrevendo artigos sobre a vida, meditando e praticando yoga diariamente. Cogitei me tornar fotógrafa, morar eternamente no interior da Inglaterra, naquela cidadezinha mágica, ou me mudar para o Tibet, quem sabe? Após ponderar e avaliar, enviei minhas dúvidas e aflições ao Universo e confiei que ouviria a resposta certa, que surgiria o melhor caminho, aquele que consolidaria tudo o que vivi, continuando assim a caminhada da minha existência. Fosse ele qual fosse, era preciso confiar.
Num certo dia, aparentemente como outro qualquer, mergulhada em meus escritos e reflexões, recebi um telefone com um convite para voltar ao trabalho! É incrível como muitas vezes tomamos decisões grandiosas sobre o que precisamos fazer, que rumo tomar ou sobre quem precisamos ser e, então, as circunstâncias inesperadamente mudam e imediatamente nos revelam o quão pouco sabemos sobre nós mesmos e sobre o que o Universo nos reserva.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Schumacher College Brasil


Grupo fechado no facebook: Schumacher College Brasil
 
Juliana Schneider e eu abrimos hoje o grupo Schumacher College Brasil no facebook.
Estamos em parceria e alinhados com a escola na Inglaterra.
 
Que orgulho! :) O grupo é fechado e os ex-alunos poderão entrar com convite.

Este é um espaço para todos nós brasileiros que passamos pelo Schumacher College e voltamos com gostinho de ´quero mais´. 
Inspire, divulgue, compartilhe informações sobre seu trabalho. Mais do que isso, a rede é uma oportunidade de estarmos conectados, ajudando uns aos outros e compartilhando uma forma de vida sustentável....

O grupo no facebook é só o começo...em breve teremos site e blog, com o que rola no Schumacher e com o que vai rolar no Brasil. Aguarde e... seja bem-vindo!!!!

Izabella e Juliana

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Crowdfunding, o oceano e o sonho de Glenn Edney

Foto: Glenn Edney
http://www.rockethub.com/projects/7906-honouring-traditional-ecological-knowledge
Vou te contar sobre o Glenn e seu sonho ao longo desse texto, oceano todos sabem o que é, mas afinal, o que é crowdfunding?

Explicando de forma bem simples, é o termo usado quando a gente fala de iniciativas de financiamento colaborativas. A ideia é que várias pessoas contribuam, com pequenas quantias, de maneira colaborativa, a viabilizar uma ideia, um projeto.
O Wikipédia define crowdfunding como "uma ação de cooperação coletiva realizada por pessoas que contribuem financeiramente, usualmente via internet, para apoiar iniciativas de outras pessoas ou organizações."

O crowdfunding vem revolucionando o modo de viabilizar projetos. Nesse novo modelo, quem incentiva faz porque gosta e se identifica com o projeto! E qualquer um com uma ideia na cabeça pode utilizar o crowdfunding. Ele é uma maneira de levantar o dinheiro que você precisa, para realizar o que você sonha, através de pessoas que anseiam por te ajudar. É sensacional!
Depois de explicar esse termo e ideia fantástica, com a ajuda da Wikipédia e do crowdfunding Brasil, quero contar para você sobre o projeto, que está buscando financiamento colaborativo, de um grande amigo: o Glenn Edney. O conheci no Schumacher College. Ele deixou sua terra natal, Nova Zelândia, o conforto da sua casa, o trabalho, a filha pequena, o contato diário com o oceano - uma de suas grandes paixões - sua zona de conforto e foi passar um ano no Schumacher College, para fazer mestrado em Holistic Science. Levou com ele seu outro amor (além das baleias e do oceano), sua linda e querida esposa, Jane, que topou também abrir mão de tudo nesse um ano para apoiar seu companheiro. E por quê? Porque ele, como muitos outros (graças a Deus), acredita ser possível mudar e melhorar o mundo. Glenn e Jane são pessoas fantásticas. Ele, apaixonado pelo mar, por baleias e pela ideia de salva-los e preserva-los, luta para finalizar sua tese com um projeto apaixonante: "Honrando conhecimento ecológico tradicional", nas Ilhas Salomão (http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilhas_Salomão)


quarta-feira, 30 de maio de 2012

Schumacher College and the flow of life




An article in the Vegetarian Magazine - english version
In the pictures: Ruth, Wayne, Satish Kumar, Brigita and Juliana. Thank you!
The magic of the most renowned environmental education schools of in the world
Text and Photos: Izabella Ceccato

Imagine a school where life is daily magical. Where you learn not only in the classroom, but in the kitchen,  with friends, in library and even at the bar! Where you do not get lost in books or on your own thoughts, but find yourself. Imagine a place where silence deafens you, where the green holds you, where the night will soothe rather than scare you. In a collaborative environment where learning, living, cooking, laughing and talking becomes a new and rich experience at all times. So it is at Schumacher College.
Located in south Devon, England, the charming little town of Totnes, distant 3 ½ hours from London, houses one of the most renowned schools of environmental education, Schumacher College, focused on interactive, experiential and transformation learning, which prepares students for the ecological, economic and social challenges of 21st century.
Everything here is very pleasant, green and full of history. The school is established in a building dating from the twelfth century and have  one of the most respected teachers when the subject is sustainability, including Fritjof Capra, James Lovelok and Sthephan Harding.
Founded by Satish Kumar, a former monk and peace activist in 1991, the school's that name is a tribute to the German economist EF Schumacher, author of "Small is Beautiful". The school gained worldwide fame for unconventional methods of teaching holistic and today is one of the most sought after in education for sustainability. Hundreds of Brazilians have participated in short courses or Masters. After the United States, Brazil is the country with more representation in the context students.
The collaborative and multi-ethnic environment favors the teaching and learning. Students, volunteers, staff and teachers with the same convictions share experiences, plans and hopes. The routine starts at 7h15 AM with a meditation followed by breakfast. 8h15AM, all meet in the main room of the headquarters of the school for the morning meeting planning. The sequence of the day happens with lectures, experiences, work groups and immersion in the field. Classes are filled with new thoughts and knowledge, in order to connect or reconnect students to nature, bringing a sublime and subtle affection for our planet.
Schumacher College offers Masters courses in Holistic Science, Economics and Transition and Sustainable Horticulture, which have a duration of eight months. Besides them there are short courses ranging from 1 to 3 weeks and discuss aspects of sustainability, philosophy, gardening, holistic science, technology, economics, design, psychology, education, among other topics.Students residents and staff form a 60 people community in full connection. Here absolutely everyone, including the board, working to maintain the flow of life, which are as important as the classes and lectures to connect people with themselves, each other and the planet. Cook, clean accommodations, gathering or making compost are part of daily routine. There is always a multi-ethnic team in charge of any activity. We are people from all continents, races, languages ​​and cultures, living, working and learning together, in the conduct of an example of sustainable community.

Healthy body - healthy mind
The school is one of the few completely vegetarian in the world. The gardens are amazing and the atmosphere of the birds singing all day fills all fulfill to the daily schedule. The food here is fantastic and fascinating process. Some in the community or alumni appear only for a meal! The in-house team of chefs, with the support of volunteers and students prepare vegetarian meals, organic and locally sourced in a delicious and surprising mix of flavors with each meal healthier.

Materia na Revista Vegetarianos



















A magia de uma das mais renomadas escolas de educação ambiental do mundo
Texto e Fotos: Izabella Ceccato
Imagine uma escola onde viver é uma magia diária. Onde você aprende não só em sala de aula, mas na cozinha, numa roda de amigos, na biblioteca e até no bar! Onde você não se perde em livros ou nos seus próprios pensamentos, mas encontra você mesmo. Imagine um lugar onde o silêncio te ensurdece, onde o verde te abraça, onde a noite te acalma ao invés de te amedrontar. Num ambiente colaborativo onde aprender, conviver, cozinhar, rir e conversar torna-se uma experiência nova e rica em todos os momentos. Assim é no Schumacher College.
Localizada no sudoeste da Inglaterra, a pequena e charmosa cidade de Totnes, a primeira Transition Town do mundo, distante 3 horas e meia de Londres, abriga uma das mais renomadas escolas de educação ambiental, o Schumacher College, focada na aprendizagem interativa, experiencial e de transformação, que prepara os alunos para enfrentar os desafios ecológicos, econômicos e sociais do século 21.
Tudo por aqui é muito bucólico, verde e repleto de história. A escola está estabelecida em um edifício que data do século XII e têm em seu quadro docente alguns dos mais respeitados professores quando o assunto é sustentabilidade, entre eles Fritjof Capra, James Lovelok e Sthephan Harding.
Fundada por Satish Kumar, ex-monge e ativista pela paz em 1991, o nome da escola é uma homenagem ao economista alemão E.F. Schumacher, autor do livro “Small is Beautiful” – traduzido no Brasil como “O Negócio é Ser Pequeno” - uma das bíblias do desenvolvimento sustentável. A escola ganhou fama mundial pela metodologia não convencional de ensino holístico e hoje é uma das mais procuradas em educação para a sustentabilidade. Centenas de brasileiros já participaram nos cursos de curta duração ou de mestrado. Depois dos Estados Unidos, é o país com mais representatividade no quadro de alunos.
O ambiente colaborativo e multiétnico favorece o ensino e o aprendizado. Alunos, voluntários, staff e professores com as mesmas convicções compartilham experiências, planos e esperanças. A rotina começa às 7h15min com uma meditação, seguida por café da manhã. As 8h15min, todos se encontram na sala principal da sede da escola para a reunião matinal de planejamento de 15 minutos. A sequência dos dias acontece com, aulas teóricas, vivências, trabalhos em grupo e imersões em campo. As aulas são recheadas de novos pensamentos e conhecimentos, com o intuito de conectar ou reconectar os alunos a natureza, trazendo assim um carinho sublime e sutil pelo nosso planeta que nos acolhe tão gentilmente e que nos proporciona a possibilidade da vida nos oferecendo água, alimento, oxigênio...vida!
O Schumacher College oferece cursos de mestrado em Ciências Holísticas, Economia para Transição e Horticultura Sustentável, que possuem a duração de oito meses presenciais. Além deles existem os cursos de curta duração que variam de 1 a 3 semanas e discutem aspectos da sustentabilidade, filosofia, horticultura, ciências holísticas, tecnologia, economia, design, psicologia, educação, entre outros temas. Assim como o grupo de voluntários, os alunos tornam-se moradores da escola. Entre residentes e staff formamos uma comunidade de cerca de 60 pessoas em total conexão. Aqui absolutamente todos, incluindo a alta direção da escola, trabalham para a manutenção do fluxo da vida, que são tão importantes quanto as aulas e as palestras para conectar as pessoas com elas mesmas, entre si e com o planeta. Cozinhar, limpar as acomodações, colher alimentos na horta ou fazer compostagem são parte da rotina diária. Sempre há uma equipe multiétnica no comando de alguma atividade. São pessoas de todos os continentes, raças, idiomas e culturas, vivendo, trabalhando e aprendendo juntos, na condução de um exemplo de comunidade sustentável.
Corpo saudável - mente sã
A escola é uma das poucas totalmente vegetarianas do mundo. Os jardins, a horta e o pomar são incríveis e a atmosfera dos pássaros cantando o dia todo enche a todos de energia para cumprir a agenda diária. Some people keep coming back to the College for the food alone!A comida aqui é simplesmente fantástica e o processo fascinante. Algumas pessoas da comunidade ou ex-alunos aparecem apenas para fazer uma refeição! Our team of in-house chefs (with support from yourselves) prepare delicious vegetarian, organic and locally-sourced food at every mealtime. A equipe in-house de chefs, com o apoio dos voluntários e alunos preparam as refeições vegetarianas, orgânicas e de origem local numa deliciosa e surpreendente mistura de sabores saudáveis a cada refeição. For those interested in quieter pursuits, we have a purpose-made room for meditation and quiet reflection.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Água, a ti o meu amor

Água cristalina
Que purifica nossos corpos e espiritos.
Água divina
Que preenche o mundo com transparência e pureza.
Água, água, água.... essência da vida!
Que possamos cuidar de ti com todo o respeito e pureza com que tu cuida de todos nós!

Dedico esse singelo poema para o elemento mais importante do Planeta, com minha gratidão por nos manter vivos!

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Cidade em Transformação

A felicidade foi imensa. Logo cedo recebi a noticia vinda do Brasil: "A edição de fevereiro da Revista Vida Simples está com o um texto seu!" Uau...que emoção! Um sonho realizado!
Faz tempo que quero escrever para a Revista Vida Simples, que é a revista que mais gosto de ler hoje em dia e agora deu certo, está nas bancas....e com um texto meu....que demais!
É incrível quando colocamos uma intenção verdadeira e real no que desejamos, cedo ou tarde alguém ajuda e elas acontecem!
A matéria "Cidade em Transformação" fala sobre o Transition Towns Moviment, Totnes  (UK) e Rop Hopkins, o fundador do movimento. As fotos, tiradas por mim, também estão super legais e são da rua principal da cidade e do mercado orgânico semanal.
Que bom poder compartilhar essa realização aqui no meu blog!
O texto está abaixo, mas se eu fosse você, corria na banca mais próxima, afinal, essa revista é sensacional!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Feliz ano novo estilo Schumacher College



31 de dezembro de 2011, seis e meia da noite, começamos os preparativos para o jantar.
Não sabíamos o que iriamos cozinhar, íamos deixar EMERGIR, aliás expressão e atitude muito usadas por aqui. (Emergir=receber com gratidão, deixar clara sua intensão, mas sem nenhum apego em "como" irá acontecer. Apenas acredite: irá!).

Agora são 10 da noite aqui Inglaterra, no Schumacher College. Somos 13 pessoas nesse ano novo. 


O jantar, servido às 20 horas foi sensacional e totalmente vegetariano como era de se esperar numa das poucas escolas vegetarianas do mundo. Risoto de abóbora com couve e leek, abobrinha recheada com tomate e queijo, tofu com cenoura e cogumelos e salada verde. Na sobremesa, brigadeiro de colher que eu fiz, sorvete de creme, calda quente de chocolate com frutas. Uau! A melhor ceia dos últimos tempos! :)












Estamos todos em volta da lareira. Papel e giz na mão. 2 papeis para cada. Em um, coisas que você quer deixar pra trás. No outro suas intenções para 2012. O meu "deixar para trás" acabei de queimar na lareira. Ufa! Que sensação boa! Estou feliz, muito feliz!
Para 2012: Estar presente, perseguir os meus sonhos, SER FELIZ!

Obrigada Deus pelo privilégio da vida e por poder estar aqui!
Obrigada por me dar coragem para fazer mudanças e empenho para mantê-las!
A atmosfera aqui está incrível. Uma música tribalista e instrumental tocando a noite toda. Agora são 11:15 da noite, continuamos em volta da lareira fazendo tricô, rindo e conversando. Alguns escrevendo, como eu. Tudo tão calmo e tranquilo. Perfeito, sabe? Sabe quando sentimos uma energia forte e calma tão presente que é quase física? Incrível!

A virada do ano foi ótima... todos de fantasia, se abraçando e mandando amor para as pessoas queridas e para o nosso planeta tão maravilhoso! 

No novo ano cada um de nós é convidado a voltar ao básico. Reconectar-nos com o que realmente importa. Que tal levarmos para a nossa vida cotidiana, ações positivas, de esperança, de ajuda, de otimismo?
Te mando meu amor e minhas energias para 2012!
Que possamos estar sempre presentes na gente mesmo para fazermos as mudanças e transformações que queremos ver em nós e no mundo!



Amor e respeito